Wednesday, July 8, 2009

Ministério da Agricultura pode recolher cartilha sobre orgânicos


Depois de publicar uma cartilha explicando o que são os produtos agrícolas orgânicos e suas vantagens, o Ministério da Agricultura poderá mandar recolher o material. Contudo, não há incorreção nos 620 mil exemplares da primeira edição.
A cartilha dos orgânicos está por ser recolhida porque a Monsanto moveu uma ação contra o Ministério alegando sobre o texto da página 07 da publicação: ilustrada pelo famoso cartunista Ziraldo, o texto diz claramente que os agrotóxicos são perigosos à saúde e que os transgênicos colocam em risco a agrobiodiversidade.

A razão desse ato, de acordo com a interpretação de entidades que acompanham a questão, é que os setores do Ministério mais ligados ao agronegócio não ficaram contentes com informações na cartilha.
Os rumores são de que a Câmara Temática de Insumos Agropecuários do Ministério não aceitou a publicação e poderá mandar recolher a fim de suprimir estas informações.

A cartilha ainda está online no site do Ministério, conforme informou o boletim da Campanha por um Brasil Livre de Transgênicos. Pode ser lida no seguinte endereço:

http://www.aba-agroecologia.org.br/aba2/images/pdf/cartilha_ziraldo.pdf

e se chama “Produtos orgânicos – O Olho do Consumidor”.

Divulgado por: João Rockett
Permacultor - Consultor em designer em sistemas sustentáveis
e-mail: rockett@ipep.org.br

Atenção: tive que trocar o link original, pois não estava mais respondendo (fui alertada por uma leitora). Agora, está ok, mas não é mais um link do Ministério da Agricultura...




A cartilha é muito boa, salvem uma cópia!
vejam o texto que foi criticado pela Monsanto:


5) O agricultor orgânico
não cultiva transgênicos
porque não quer colocar
em risco a diversidade
de variedades que
existem na natureza.
Transgênicos são plantas
e animais onde o homem
coloca genes tomados
de outras espécies.

E tem uma outra coisa muito importante que faz
um produto ser orgânico...

É proibido usar AGROTÓXICOS e outras
substâncias sintéticas que possam contaminar
o alimento ou o meio ambiente.
Isso é bom porque, dessa maneira,
esses produtos tóxicos, verdadeiros venenos,
não entram no organismo das pessoas que
produzem e consomem os produtos orgânicos.
A SAÚDE EM PRIMEIRO LUGAR!


*********************

A Monsanto e os produtores de agrotóxicos não devem ter gostado mesmo!

*********************

Atualizando:

Segundo o blog do Greenpeace: "A distribuição da cartilha foi suspensa e a orientação agora é recolher o material que ainda está em caixas e substituir o texto da página 7 - provavelmente para aliviar a barra dos transgênicos."

Atualizando 2:

MAPA diz que a Monsanto não tentou interferir no texto da cartilha, afirmando que a questão "foi um boato"
- até pode ser que essas explicações do Ministério da Agricultura sejam verdadeiras, mas penso ter sido muita coincidência que assim que o "boato" começou a circular, o link desapareceu do site deles, devido a uma providencial reformulação... talvez tenha havido outra pressão mais forte do que a da Monsanto e as cartilhas foram liberadas - como a história vazou, deixaram o sim pelo não. E essas explicações de RP do governo ou de empresas não me descem facilmente pela garganta - a forma mais tosca que eles encontram para explicar-se é de que "foi só um boato"...

De qualquer forma, há muitos links para baixar a cartilha original e não corremos o perigo de perdê-la, não?
E se realmente "foi um boato", ele ajudou bastante na divulgação da cartilha...


No final, o feitiço virou contra o feiticeiro!



Resposta da MONSANTO à questão:

Monsanto divulga nota sobre cartilha educativa

Nos últimos dias, têm circulado pela Internet boatos de que a Monsanto teria entrado como uma ação judicial contra uma campanha educativa coordenada pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) sobre os benefícios de alimentos livres de agrotóxicos.

A empresa esclarece que essa informação não procede, que desconhece sua origem e, ainda, reafirma o respeito pela liberdade de opinião, expressão e escolha do mercado, instituições e empresas pela utilização de culturas convencionais, geneticamente modificadas ou orgânicas.

A Monsanto se orgulha de ser líder em biotecnologia agrícola e acredita profundamente nos benefícios das culturas geneticamente modificadas, que têm potencial para ajudar a aumentar a produção de alimentos, com menos recursos naturais e, ainda, melhorar a vida de agricultores em todo o mundo.


Fonte:
http://www.e-campo.com.br/Conteudo/Noticias/VisNoticias.aspx?ch_top=2729&Painel=1&

Então, tá...

27 comments:

Maria Moreira said...

Viva Vera

Não consegui abrir o link do pdf. Fiz uma alteração e depois consegui. Achei melhor avisar você para corrigir o link que colocou para que todos possamos ler:
http://www.agricultura.gov.br/images/MAPA/arquivos_portal/ACS/cartilha_ziraldo.pdf e não http://http//www.agricultura.gov.br/images/MAPA/arquivos_portal/ACS/cartilha_ziraldo.pdf como está no seu post.

Já tirei uma cópia para mim (antes que desapareça...)! ;)

Obrigada pela partilha, abraço

Maria!

Vera Falcão said...

Maria, tive que colocar outro link, pois nenhum dos anteriores estava mais válido; esse agora tá valendo!

thais said...

Vera, já era sua fã com o Cozinha Natureba, mas esse blog é maravilhoso, maravilhoso!!! Posso linkar nos meus?

Beijo,

Pat Feldman (crianças na cozinha) said...

Vera, coloquei o link para essa matéria lá no Crianças na Cozinha. Isso tem que ser divulgado!!!

Absurdo!

Alexandre Feldman said...

Olá Vera, tudo bem? Vou divulgar seu artigo no site Enxaqueca ainda hoje. Se me permite uma sugestão, seria ótimo se tivéssemos detalhes sobre esta ação, que deve ser pública (número do processo, vara, etc). Assim poderíamos acompanhá-la como cidadãos, e até chamar a atenção da mídia internacional. Interessante essa cartilha ter gerado uma ação judicial - imagino que a maioria desses "acordos" para modificar textos seja feita sem a necessidade de uma ação que pode expor publicamente as intenções da indústria. Outra sugestão seria você ter esta cartilha original no seu servidor para download no futuro, caso seja de fato modificada. Alternativamente, posso pedir à Pat que disponibilize o PDF do original para download no servidor dela.

Vera Falcão said...

Thais, fique à vontade para espalhar as informações.

Alexandre e Pat: recebi essa informação através de e-mail e, naturalmente, saí a campo para checar a veracidade dos fatos. O que realmente me convenceu foi o link ter ficado inválido algumas horas depois - não estando mais disponível no site do Ministério da Agricultura. O ocorrido não me surpreendeu tanto, já que sabemos dos jogos de poder que acontecem em frente a nossos olhos leigos.
A cartilha está "salva" em muitos links relacionados com alimentos orgânicos (inclusive no blog do Greenpeace, que informou já terem sido retiradas as cartilhas de circulação).
Quanto à ação da Monsanto, não tenho dados mais específicos e possivelmente isso fique envolto em brumas, como sempre; mais detalhes devem surgir aos poucos - mas a Monsanto tem uma extensa história de ações e processos que não deram em nada (para ela, claro).
Mas, já que estamos todos indignados, vamos continuar espalhando essa notícia, como sementes ao vento - e pesquisando...

um abraço

Jovânia Baltazar said...

Cheguei até aqui pelo site do Dr. Alexandre Feldman. E concordo com vocês, isso é revoltante mesmo. Beijos.

Vera Falcão said...

Jo, o que acho mais revoltante é que nos consideram um zero à esquerda - somos superiores em número mas apesar disso não temos força e organização suficientes para acabar com essa palhaçada e abuso!

bjs

Sentir + Vida said...

olá!
Peguei seu link através do "Enxaqueca", e adorei!
vou te add no meu blog!

Vera Falcão said...

Oi, Daniela, legal que vc gostou, volte sempre!

um abraço

nefelibata said...

A notícia é braba! Só a Monsanto tem o monopólio da verdade! Vamos entupir o site do MAPA com protestos.
Em compensação, descobri o teu blog.
Parabéns

Vera Falcão said...

Obrigada e vamos continuar com os olhos bem abertos - até quando dormimos, melhor deixar um deles em guarda... hehehehehe

Maria Moreira said...

Viva Vera

De acordo com o que já li a respeito da Monsanto... e pergunto isto porque quero começar a cultivar os meus vegetais, hortaliças e frutas... não há mais sementes «puras», ou seja, que não tenham sido já manipuladas?

Outra pergunta que nada tem a ver com o tópico (mas confesso que não sei onde a colocar): que produtos é que você usa para limpar a sua casa? Você faz os seus produtos de limpeza? Se sim, como é que os faz?

Eu descobri há pouco tempo uma fórmula quase mágica para limpar tudo... desde cozinha, banheiro, vidros, roupas, etc: encho um frasco vaporizador com metade de água + a outra metade de vinagre + 4 colheres de café de bicarbonato de sódio. Faço isso com cuidado e devagar porque se não «explode». Aguardo uns 5 minutos antes de fechar. É óptimo para limpar e desinfectar tudo facilmente.

Desculpe a ousadia mas tenho muito interesse em todas essas coisas e o seu blogue tem-me ensinado muito.
Quero continuar a aprender :)

Um abraço,

Maria!

Vera Falcão said...

Maria, muitos agricultores preservam as chamadas sementes crioulas - de origem natural e que não sofreram alterações genéticas -as sementes crioulas ou livres são derivadas dos cultivos tradicionais, sem a utilização de agrotóxicos ou qualquer outro produto químico. Elas ainda existem e estão sendo criados "bancos de sementes" e troca-trocas realizadas entre plantadores - existe uma feira ecológica aqui na minha cidade, por exemplo, que uma vez por semana realiza esses encontros para que as pessoas possam trocar "sementes livres" e assim garantir que elas permaneçam em trânsito.
Quanto à limpeza, sou bastante frugal: uso como item número um o sabão de coco (louça, roupas e limpeza em geral) - também uso bastante o vinagre e o bicarbonato - e para lavar o chão, uso um balde com água e gotas de óleo essencial (eucalipto e outros) relaxantes (quarto) e estimulantes (cozinha), conforme a peça da casa e sua função. Como minha comida tem pouquissima gordura, a louça é lavada facilmente, uma esponja e o sabão são suficientes. Nos vidros, álcool e jornais velhos. Para a roupa, uso (pouco) sabão líquido de coco, que afirma ser biodegradável (será?... rs). Na comunidade Fora do Manual do orkut tenho um tópico enorme com receitas caseiras de material de limpeza, se vc tiver interesse, posso te enviar.

abração

Maria Moreira said...

Viva Vera

Tenho interesse sim! Aguardo o seu e-mail com essas receitas :)

Abraço,

Maria!

Maria Moreira said...

Viva Vera

Você compra esse sabão de coco ou faz? Se sim, como faz?

Como você faz para desinfectar os vegetais e as frutas? Eu uso 1 colher de sopa de água sanitária (lixívia) para 1 litro de água... estarei a fazer bem??

Outra pergunta (mais uma...): fiquei curiosa acerca desse filtro de água que você falou num outro post:

«A água que uso é da torneira, colocada num filtro de barro com carvão vegetal (aliás, vou trazer um post que escrevi no orkut sobre isso, para cá».

O que faz esse filtro?? Retira o cloro da água? Retira as amebas e/outros vermes? É só ignorância eh eh eh
Como se faz esse filtro??


Meu e-mail: birdscotsong@yahoo.co.uk

Fico aguardando.

Grane abraço,

Maria!

Vera Falcão said...

Maria, não faço o sabão de coco; para fazer sabão caseiro, temos que usar soda cáustica, o que não me agrada e é um processo meio demorado, falta-me tempo - mas tenho receitas que vou te passar, sem usar gordura animal - mando várias por e-mail, assim como as outras respostas sobre desinfetar vegetais e o meu filtro.

Aguarde, ok?

Maria Moreira said...

Quando você puder Vera.

nefelibata said...

Boa noite, Vera
Na Bio Brazil Fair, que terminou neste domingo no Ibirapuera, o Ministério da Agricultura estav distribuindo a cartilha, sem alterações.
Detalhes:http://mariare.com/blog/sobre-a-cartilha-de-organicos.html

Vera Falcão said...

Olá, Maria Regina, até pode ser que essas explicações do Ministério da Agricultura sejam verdadeiras, mas penso ter sido muita coincidência que assim que o "boato" começou a circular, o link desapareceu do site deles, devido a uma providencial reformulação... talvez tenha havido outra pressão mais forte do que a da Monsanto e as cartilhas foram liberadas - como a história vazou, deixaram o sim pelo não. E essas explicações de RP do governo ou de empresas não me descem facilmente pela garganta - a forma mais tosca que eles encontram para explicar-se é de que "foi só um boato"...

De qualquer forma, há muitos links para baixar a cartilha original e não corremos o perigo de perdê-la, não?

um abraço

nefelibata said...

Olá, Vera
com certeza tem muita coincidência, mas o interessante é que o MAPA tá distribuindo a cartilha e nossa luta continua.

Maria Rê said...

Opa, a Maria Regina sou eu! =)
Tudo bem, Vera?

Então, eu também fiquei desconfiada, mas conversei pessoalmente com o pessoal do MAPA e as explicações me pareceram muito razoáveis (explico tudo lá no http://mariare.com/blog/sobre-a-cartilha-de-organicos.html). Problemas com o site acontecem em muitas empresas grandes com enormes investimentos em TI, imagine então no complexo e burocrático sistema do Ministério. E outra coisa que reforça a ideia de ser só um boato: eles disseram que distribuiram a cartilha na Semana dos Orgânicos (que aconteceu em maio). Dá pra gente tentar descobrir se alguém recebeu nessa época.

Mas confesso que agora prefiro gastar energia divulando a cartilha - que é sensacional.

O que tem me dado nos nervos é essa chuva de distorções de pesquisas que estão acontecendo (http://mariare.com/blog/mudaram-o-aurelio-e-esqueceram-de-te-avisar.html). Você tem acompanhado? Não é lamentável?

um abraço!

Vera Falcão said...

Oi, Maria Rê, entre uma informação do Greenpeace e outra do MAPA, fico com a primeira... mas o que importa, no momento, é que a cartilha está sendo divulgada, sem mudanças (talvez o auê em torno do assunto tenha feito algumas cabeças mudarem de ideia).
Comentei essa matéria (a do Aurélio e a nutrição) numa das minhas comunidades do orkut, mas acho que atualmente até as crianças em idade escolar já sabem que a diferença entre alimentos orgânicos e com agrotóxicos, é a presença ou ausência do veneno... Aqui na minha cidade temos uma ótima feira de orgânicos e praticamente quase tudo que compro é orgânico - sai mais caro, mas economizo com a farmácia... rs

um abraço

Eco visão said...

Vera,
bom, primeiramente gostaria de te parabenizar pelo seu blog ,que é muito bacana.
Realmente essa história ficou muito mal contada, o importante é que a cartilha permanece na internet, eu mesma mandei para todos meus conhecidos , e é um material excelente na divulgação dos produtos orgânicos.
Continuarei acompanhando seu blog, bjs.

Vera Falcão said...

Obrigada pela visita e pelos elogios! A história da cartilha, boato ou não, serviu como ótima propaganda, não? Se realmente a Monsanto se indispôs com o texto, caiu do cavalinho... Volte sempre, um abraço.

Claudiana G. Sousa said...

Olá Vera, como outros leitores, fiquei conhecendo seu blog pelo site do Dr. Alexandre Feldman, adorei saber dessa cartilha sobre os transgênicos e ainda sobre suas receitinhas(sem ironia, rsrs) sobre higienização de ambientes, no momento ainda não visitei sua comunidade no orkut, mas não vejo a hora de me informar sobre. Tenho um blog e também me amarro em saber novidades que facilitam as tarefas de casa e repassar para os leitores, com certeza citando a fonte, claro! Adorei tudo, bjs

Vera Falcão said...

Oi, Claudiana, obrigada pela visita e espero que aproveite todas as informações dos meus blogs e comunidades!
Vou conhecer também o teu espaço, ok? um abraço