Saturday, January 2, 2010

"Abra os olhos para ver Avatar"


"Tire a venda dos seus olhos, leia nas entrelinhas, abra os olhos, faça diferente" têm sido bordões do Fora do Manual, desde a sua criação.
Sintetizam a grande necessidade e urgência das pessoas despertarem!


Meu último post do ano foi sobre Avatar - veja aqui - e a mensagem de alerta que ele passa, sob a atrativa isca dos efeitos visuais em 3 D - abram os olhos, vejam como a situação do filme mostra os erros que estamos cometendo há muito tempo!

Hoje, ao ler a Zero Hora pela manhã, abri o Caderno de Cultura e encontrei um texto com o seguinte título: "Abra os olhos para ver Avatar"!
No mesmo instante, lembrei do post que escrevi e sintonizei no ato com a ideia da autora (Elenita Malta Pereira/historiadora)...

Selecionei um trecho que transmite os mesmo pensamentos que me ocorreram:

"Estamos cada vez mais desconectados com a teia da natureza, preocupados em ganhar dinheiro custe o que custar. Mesmo que o preço seja a vida dos que ainda não nasceram ou até mesmo dos oceanos, das árvores e dos animais, não cogitamos alterar nossos hábitos de consumo, extremamente danosos aos recursos naturais, e, muito menos, mudar nossa matriz energética altamente poluente.
(...) Eles nos passam uma importante mensagem: ainda há tempo para salvar a Terra, basta nos reconectarmos. Não se esqueça: abra os olhos."

8 comments:

Claudia said...

Estarei nesta corrente,Vera!

Elenita Pereira said...

Vera!
Pesquisando na internet onde meu artigo foi parar, deparo com o teu blog...
Fico feliz que alguém tenha visto Avatar como eu vi: uma poderosa mensagem ecológica.
Muito legal o teu blog, pelos assuntos tratados, vejo q estamos "conectadas"...
Um abraço,

Elenita

Vera Falcão said...

Elenita, um grande prazer receber tua visita e comentários - uma agradável surpresa!
Abraços e volte mais vezes para fazermos contato!

Mary said...

Adorei o filme Verinha!fui ver ontem com meu filhote e..me emocionei!precisamos realmente abrir nossos olhos antes que seja tarde!Estou recomendando no meu post de hoje,o filme também!beijo...

Maria Moreira said...

Viva Vera

Confesso que fui ver o filme por causa do seu post. Pensei, no início, que era mais um filme à la Hollywood (coisa que eu não gosto). Mas não, eu amei o filme... e amei-o de uma forma estranha: chorei durante muito tempo ao ver aquelas imagens maravilhosas e ao ver as práticas da união com a Natureza, com o Todo... cheguei à conclusão que me senti assim triste por sentir que perdemos essa união fantástica com o Divino.

Como diz o David Icke, a nossa estadia aqui deveria ser alegre, nós deveríamo-nos divertir aqui.

Um dia isso voltará a ser possível. Todos temos de fazer por isso.

Um abraço,

Maria.

Vera Falcão said...

Sim, Maria, é triste ver como estamos perdendo essa conexão, como estamos nos distanciando do colo da Mãe Natureza... mas ainda é possível reverter esse processo - quero acreditar!

abraços

Suzy Fernandes said...

Adorei seu blog. Sempre dei muita importância às questões ambientais, mas ainda estou engatinhando, se é que me entende. Algumas pessoas até sabem que podem fazer muito mais pelo planeta, mas simplesmente têm preguiça, ou na pior das hipóteses, acham que não é tão grave assim. Mas graças à Internet, hoje em dia, aumentou consideravelmente o número de pessoas que se deparam com a verdade, coisa que a TV controlava e manipulava a sua maneira. Até quando vamos poder compartilhar conhecimento eu não sei, mas torço para que nossos amigos hackers, consigam nos manter no ar. Um abraço!

Vera Falcão said...

Suzy, acho que o principal é não colocar as questões ambientais como se fossem algo distante de nós, como se não fizessem parte do nosso cotidiano. Por exemplo, preocupar-se em salvar as baleias dos mares do Japão mas não importar-se com o enorme número de cães e gatos abandonados nas ruas da sua cidade... São pequenas ações, como fechar a torneira quando for escovar os dentes, separar o lixo, consumir alimentos orgânicos etc e etc - colocar tais ações na rotina e assim cada um faz a sua parte. Acho que o ser humano sempre encontra uma maneira de dar a volta por cima ou de burlar aqueles que querem amordaçá-lo, há muita criatividade e muita vontade de ser livre - vamos encontrar uma solução! Obrigada pela visita, grande abraço!